A técnica correta de higienização das mãos é passo fundamental no cuidado de pacientes que possuem sistema imunológico debilitado

FOTO: Arquivo/Hemoam

A Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) realizou ao longo desta semana a campanha “Higienização das mãos e adornos zero”. A ação é alusiva ao Dia Mundial de Higienização das Mãos, comemorado nesta quinta-feira (05/05).

Durante a semana, a programação contou com treinamentos in loco nos setores assistenciais sobre a técnica correta de higienização das mãos e “blitz educativas” para remoção de adornos como relógios, anéis e outros. O uso desses adornos representa um alto risco de contaminação cruzada, uma vez que por meio deles é possível transportar milhões de bactérias que comprometem não só a saúde do paciente, como do profissional.

O cuidado com a higiene das mãos parece algo simples, mas é importantíssimo, conforme avaliação do enfermeiro-infectologista, Joseir Saturnino, que atua na Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH).

FOTO: Arquivo/Hemoam

O perfil dos pacientes atendidos pelo Hemoam requer um maior cuidado, pois são pessoas imunossuprimidas, cujo sistema imunológico fica enfraquecido devido ao tratamento com quimioterapia”, informou Joseir, ao acrescentar que as infecções podem causar grandes complicações para esses pacientes.

A Fundação recebe em média 560 pacientes por semana, que chegam à instituição para procedimentos de quimioterapia, transfusão e internação. A campanha de higienização das mãos e adornos zero também contou com o Núcleo de Segurança do Paciente (NUSP).