Estádio deve receber 15 mil pessoas em dias de jogos, contando com mais de 300 agentes envolvidos na operação

FOTO: Tarcísio Heden/SSP-AM

Para garantir a segurança dos torcedores que vão assistir a transmissão dos jogos da Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo FIFA 2022, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Secretaria Executiva Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada (Seagi), definiu o Plano Tático Integrado (PTI) para operação de segurança durante o evento.

O ‘Copa na Arena’ é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SEC), e vai contar telão, shows, praça de alimentação, espaço kids e posto de vacinação contra a Covid-19 durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo. O evento inicia já nesta quinta-feira (24/11), dia em que a Seleção Brasileira faz a sua estreia no evento jogando contra a Sérvia.

Para monitorar todo o perímetro interno e externo da Arena da Amazônia, a SSP-AM vai ativar o Sistema Integrado de Comando e Controle (SICC), no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), para o monitoramento em tempo real do evento e garantir a integração entre os órgãos da esfera estadual e municipal envolvidos na operação, bem como uma pronta resposta em caso de intercorrências.

A Arena da Amazônia deve receber 15 mil pessoas em dias de jogos, contando com mais de 300 agentes envolvidos na operação.

“Ontem tivemos a última reunião com todas as entidades envolvidas na organização deste evento. O Plano Tático Integrado já foi apresentado, aprovado e assinado nesta manhã, e a Secretaria de Segurança Pública, através do CICC, vai coordenar as ações dos órgãos durante o cumprimento da operação”, explicou o secretário da Seagi, coronel Almir Cavalcante.

Efetivo

FOTO: Tarcísio Heden/SSP-AM

Integram a operação, além dos órgãos da SSP-AM, a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC), Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS), Fundação Amazonas de Alto Rendimento (FAAR), Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).